Aprenda como declarar criptomoedas no Imposto de Renda

Atualmente muitas pessoas têm feito investimentos em criptomoedas, como os populares bitcoins, mas, por se tratar de algo ainda novo, muitas pessoas não sabem exatamente como incluí-los na declaração de Imposto de Renda. 

Visando esclarecer possíveis dúvidas e dar informações completas sobre o processo de declaração das criptomoedas no Imposto de Renda, nós preparamos este texto. Continue lendo para descobrir como fazer a declaração de criptomoedas no Imposto de renda. 

Quem precisa declarar?

Antes de mais nada é importante ressaltar que não são todas as pessoas que possuem criptomoedas que precisam incluir este investimento na sua declaração de Imposto de Renda. 

Para que seja necessária a declaração destes investimentos, é preciso que a pessoa possua pelo menos R$ 1.000,00 em criptomoedas investidos. 

Vale ressaltar que as pessoas físicas que realizaram vendas de bitcoin, ou outras criptomoedas, em um valor acima de R$ 35 mil, no período de um mês, estarão sujeitas à retenção do imposto sobre os lucros auferidos na operação que deve ser pago no mês seguinte à venda. 

Além disso, é importante destacar que, apesar do processo ser bastante parecido para todas as criptomoedas, existem diferenças no processo de declaração de bitcoins e de outras criptomoedas do mercado. Veja a seguir como realizar a declaração de criptomoedas em ambos os casos: 

Como declarar Bitcoins no IR?

Para fazer a declaração de Bitcoins no IR, o primeiro passo é acessar a ficha "Bens e Direitos". É nesta área que você deve informar os ativos que faziam parte do seu patrimônio no último dia 31 de dezembro.

Depois de acessar esta área, você deve clicar na opção  "Novo", caso esta seja a primeira declaração de criptomoeda que você está fazendo. Neste caso, insira um novo.

ANÚNCIOS

Para fazer isso, você deve marcar o grupo que deseja declarar, sendo neste caso o "Grupo 08 - Criptoativos".

Após isso, você deverá selecionar  o código destinado aos Bitcoins, que neste caso é o 01, tendo selecionado este código, você deverá seguir para o preenchimento da "Discriminação". 

Nesta etapa, será necessário que você informe o nome da criptomoeda que deseja declarar, seguido da quantidade, data e valor de aquisição em reais. No entanto, atente-se para o fato de que o valor não deve ser calculado de acordo com a cotação atual. 

Além destes dados, você deve informar o nome e CNPJ da corretora utilizada na transação. Mas, se você usar a custódia própria, ou seja, sem uma empresa custodiando, deverá informar o modelo de carteira digital, usado na "Discriminação".

No caso da aquisição por meio de mineração ou staking, você deve colocar o valor de aquisição como "0 (zero)". 

ANÚNCIOS

Por fim, você deve ainda colocar a "Situação", onde será preciso informar a situação no ano retrasado, caso já tenha o ativo, e no ano passado. Mas, lembre-se de colocar o valor em reais. 

Como declarar outras criptomoedas no IR?

Para declarar outras criptomoedas, você deve acessar a  ficha "Bens e Direitos", onde será necessário informar os ativos que faziam parte do seu patrimônio no último dia 31/12.

Nesta área selecione a opção "Novo", para declarar este ativo, em seguida, selecione o grupo 08, destinado a cripto ativos. 

Para criptomoedas que não são bitcoins você deve usar o código 02, para isso procure por esta opção digitando "Código 02 - Outras criptomoedas, conhecidas como altcoins, por exemplo, Ether (ETH), Ripple (XRP), Bitcoin Cash (BCH) e Litecoin (LTC)".

Na etapa seguinte, você dever preencher a "Discriminação", onde será pedido que você informe o nome da criptomoeda, a quantidade, a data e o valor de aquisição em reais. Lembrando que não deve ser no valor da cotação atual, assim como o nome e CNPJ da corretora utilizada para esta transação.

Caso seja custoria prória, ou seja, sem uma corretora envolvida na custodia, você vai precisar informar o modelo de carteira digital utilizado na "Discriminação".

Mas se a aquisição foi feita  por meio de mineração ou staking, você deve, então, colocar  o valor de aquisição como "0 (zero)". 

Depois disso, basta que você informe a "Situação", ademais, nesta etapa deve-se informar também a situação no ano retrasado, caso neste ano já houvesse ativo, assim como no ano passado. Mas, é importante que você lembre de colocar o valor em reais.  

Recomendados

Procurando Cartão…